Fluxo de Caixa e suas modalidades

O fluxo de caixa de uma empresa é uma ferramenta de importância estratégica para as decisões gerenciais. Algumas empresas não utilizam essa ferramenta e, por isso, acabam tomando decisões equivocadas. 

Uma vez que não possuem um controle rigoroso da movimentação financeira de suas atividades e comprometem de forma assustadora a sobrevivência da empresa.

Nesse artigo, você vai entender quais são as modalidades do fluxo de caixa e como podem aumentar a produtividade da sua empresa. Assim como os benefícios que a sua utilização gera para o negócio. 

Benefícios obtidos com a utilização do fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma ferramenta de controle que gera inúmeros benefícios para a sua empresa, desde que utilizada de forma adequada. Por isso, vamos apontar os principais benefícios obtidos:

  • Permite que seja feita uma definição da melhor forma de utilização dos recursos financeiros;
  • Cumpre a função de manter a situação de solvência da empresa, ou seja, a sua capacidade de pagar as suas contas;
  • Possibilita o aumento da competitividade no mercado ao permitir o fortalecimento da gestão financeira da empresa;
  • Identifica com antecedência se a empresa ficará em dificuldades para arcar com as suas obrigações financeiras, permitindo que busque formas de resolver o problema;
  • Prevê os períodos de baixa margem ou saldo negativo para planejar uma gestão mais contenciosa e geradora de soluções financeiras viáveis;
  • Possibilita uma alocação de recursos mais adequada em função da variação de movimentação financeira da empresa; 
  • Melhores condições para negociar com fornecedores e credores a partir das oportunidades identificadas com o controle do fluxo de caixa. 

Vamos apresentar as principais modalidades de fluxo de caixa a seguir

  • Fluxo de caixa Operacional  Essa modalidade é uma das mais simples e, por isso, é ideal para aqueles empreendedores que estão iniciando no negócio e que ainda tem um volume pequeno de movimentações. Esse fluxo representa as movimentações financeiras relacionadas exclusivamente com a atividade operacional da sua empresa. Por isso, não contabiliza as informações de investimentos ou necessidades de capital de giro, bem como custos ou ganhos financeiros. De fato, esse tipo de fluxo é aquele que apresenta os resultados que a empresa obteve com a movimentação das receitas e despesas da empresa em um período específico. Por isso é denominado de lucro operacional.
  • Fluxo de caixa Projetado  Esse tipo de fluxo de caixa tem por objetivo gerar uma projeção para o futuro da necessidade de recursos financeiros da empresa. Com base nas entradas, saídas e resultados de um determinado período, o gestor estabelece uma estimativa para o futuro. Esse fluxo permite ao gestor realizar uma análise para estabelecer ajustes que forem necessários na administração de recursos. Assim como trabalhar para obter resultado financeiro favorável e planejar a expansão do empreendimento. É importante que o gestor desenvolva relatórios com gráficos para gerar informações para possíveis negociações. Por exemplo, desenvolver uma negociação de prazos com os fornecedores com base no período de recebimento dos clientes.
  • Fluxo de caixa Financeiro É nesse fluxo que todo o patrimônio da sua empresa é registrado. Tendo por base as entradas e saídas, a variação de capital de giro e as previsões de receitas e despesas de um determinado período de tempo.
  • Fluxo de Caixa Direto Esse é um dos fluxos mais utilizados pelas empresas e contabiliza as receitas e despesas relacionadas às atividades operacionais do negócio. Assim, a diferença para com o fluxo operacional é que esse inclui os investimentos, impostos e a necessidade de capital de giro. Esse é um indicador financeiro mais abrangente, que pode ser analisado diariamente conforme a demanda de cada empresa em particular.
  • Fluxo de caixa Indireto Já essa modalidade é contabilizada a partir do Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE) com o objetivo de avaliar se a empresa obteve lucro ou prejuízo em um período específico. Logo, não considera as entradas e saídas como acontece nos outros fluxos.
  • Fluxo de caixa para Investimentos Esse fluxo de caixa é que permite à empresa avaliar se terá recursos para investimentos depois de realizadas todas as deduções do seu orçamento. Além disso, é importante que a empresa faça uma avaliação criteriosa dos riscos que a operação oferece.
  • Fluxo de caixa Descontado  Com esse fluxo é possível calcular qual o valor atual da empresa a partir das estimativas de fluxo de caixa, sem os valores referentes aos riscos e ativos.  Por isso, esse fluxo é utilizado quando a empresa quer captar investidores. Assim como em processos de negociação de empresas ou fusões para avaliar o retorno do capital investido. O cálculo desse fluxo possibilita à empresa trabalhar com o faturamento real e as perspectivas futuras, levando em consideração o tempo de retorno e os riscos envolvidos.
  • Fluxo de caixa Livre Esse fluxo tem por intuito avaliar o valor dos recursos que a empresa é capaz de gerar em curto, médio e longo prazo. A partir do resultado dessa avaliação a empresa decide sobre o repasse aos acionistas e com relação a possíveis investimentos a serem realizados.  Se a empresa obtiver resultados negativos é indicativo de que a situação financeira não está boa. Desse modo, a empresa pode não conseguir arcar com seus compromissos futuramente.

Suporte da tecnologia no controle do fluxo de caixa 

O controle financeiro obtido com a ferramenta do fluxo de caixa é de uma importância indiscutível para qualquer empresa. Além disso, a possibilidade de trabalhar de forma integrada com os sistemas de gestão está otimizando ainda mais o seu potencial.

Por isso, vamos apresentar alguns benefícios que a empresa obtém utilizando uma ferramenta de sistema de gestão integrada, tal como o ERP:

  • Centralização das informações de todas as áreas da empresa em uma única plataforma com segurança e confiabilidade dos dados;
  • Processo de automatização com os sistemas de gestão integrada;
  • Possibilidade dos dados serem armazenados em nuvens;
  • Oferece relatórios gerenciais com diferentes métricas e em tempo real. 

Portanto, conhecendo as modalidades do fluxo de caixa é possível para a sua empresa utilizar essa ferramenta de controle gerencial de forma mais otimizada. A partir do que consegue alavancar o seu negócio e gerar crescimento empresarial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *